Páginas

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Coragem Baby, coragem!

Eu me lembro de sair das consultas com a Pediatra que participou do parto do Samuca sempre triste. Não sei nem bem o porque eu resiti bravamente a ficar com ela até ele completar 1 ano. Lembro que saía de lá arrasada, pois ela não me ajudava como ou gostaria. Tirava um pouco do "meu poder" quando sugeria complementos, aleitamento misto, ou falava mal das minhas papinhas. Eu não sou nenhuma mestre cuca, mas me esforçava de verdade.

O tempo foi passando a luta foi ficando difícil e acho que fui deixando de lado a educação alimentar do Samuca.

Tem  cerca de 1 mês que o levei em uma homeopata que me perguntou coisas do meu filho que eu não soube responder. Me senti estranha e vi que estava sobrecarregada de ficar com ele, mas não estava usando este tempo de forma muito produtiva.
Me senti arrasada de novo, mas de uma forma boa,  motivadora.

Se fosse em outra épocas eu teria fugido, mas resolvi abraçar o tratamento proposto e cuidar de forma mais amorosa do meu filho. O desespero faz isso. Samuca só tem três anos e eu observo várias coisas que eu não gosto na alimentação dele. Talvez porque somos muito parecidos, e comida é definitivamente a minha "pedra no sapato".
Samuca ganhou dieta para aprender a comer e eu para ensinar a comer. Depois de várias indagações e questionamentos sobre o impossível, ela só me disse: coragem Raquel, coragem.

Vamos lá.

3 comentários:

Maria Elisa disse...

to com medo de perguntar qual é a dieta do samuca

Raquel ♥ disse...

Dieta de engorda.
Coisa do Bem.

fraan, di e math* disse...

Ah! estou pensando em passar o Math no Homeopata também... ele está precisando... sinceramente, a comida não é bem o forte dele... Raquel, você acha que essa consulta foi boa pro Samuca ou será?

Beijos,