Páginas

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Pesadelos/ Insônia

Querido filho, mas uma noite que estou sem dormir pensando nas suas mil possibilidades.

As vezes fico me cobrando para ser melhor mãe possível para você, e acabo não saindo do lugar.

Na verdade, além do caso "escolinha", hoje, me senti péssima quando lhe, prometi castigo se continuasse me beijando. (!)

Pois e, pode parecer estranho, eu mesma me perco em minhas cobranças e esquisitices, e sei, que lá, na adolescência eu vou clamar por um carinho, nem que seja de levinho...

Mas acontece que as vezes eu preciso ficar só. E você cresce demais. Rápido demais. Não posso nem parar para piscar.
Quando me acostumo com o Samuel de hoje, você, vem com novidades e volta a ser um desconhecido.

Tão estranho que quase, me lembra os enjôos da gravidez. Daquele desconforto arrebatador de ter o infinito ao alcance dos dedos.

Bom, eu só quero dizer que te amo. E ponto. Mesmo não sendo o modelo perfeito que, me cobro ser.


2 comentários:

Giulia Raika princesinha da mamãe e do papai disse...

lindo seu filho... parabéns..
bjs

Raissa disse...

Quel, estou aqui em Lyon lendo seu blog e me deparo com tantas novidades de vcs... Me pergunto onde andei que não vi/li/acompanhei essas coisas...

Essa postagem me fez lembrar uma frase sua durante a gravidez: que cada dia era diferente, sempre uma novidade... Acho que continua, né?

Quel estamos juntas, mesmo que agora um pouco mais afastadas fisicamente!

Amo vc! Vcs!!!!